O que é Celulite?

A celulite é um dos problemas mais sérios para as mulheres preocupadas em manter o corpo em perfeita forma. O problema está na formação de uma camada subcutânea calmante, geralmente chamada de “casca de laranja”. Existem muitas maneiras eficazes de eliminar problemas, começando com o uso de preparações farmacológicas, medicina tradicional e terminando com fisioterapia.

Vamos descobrir – o que é isso – celulite? Quais fatores estão causando o problema? Quais são as medidas preventivas para impedir o desenvolvimento da celulite? Tudo isso, assim como as causas e o tratamento da celulite, serão discutidos mais adiante em nosso artigo.

Informações gerais

Celulite – o que é isso? Sob essa definição, o crescimento local das células adiposas e a ocorrência de distúrbios estruturais no tecido subcutâneo devem ser entendidos. Durante a formação patológica, as células saudáveis ​​se recusam a se livrar dos produtos da atividade vital. Em vez disso, há acúmulo de gordura neles. Além disso, as células começam a absorver outras substâncias, especialmente toxinas, líquidos e todos os tipos de resíduos. Assim, em áreas problemáticas do corpo, há um rápido crescimento de tecido conjuntivo. Compostos semelhantes começam a emergir de uma camada hipodérmica na forma de declives específicos. Vale ressaltar que tais manifestações externas da celulite podem ocorrer mesmo com uma quantidade mínima de depósitos de gordura. Embora com sobrepeso, a “casca de laranja” é expressa com muito mais força.

Uma curta excursão histórica

A celulite nas coxas e nádegas não é um problema moderno. De tempos em tempos, o fenômeno é característico de mulheres de diferentes idades e status sociais. Isso é evidenciado por pinturas de artistas destacados de eras negras como Ticiano, Rubens e Rembrandt. Havia aqueles que retratavam em suas pinturas mulheres, nas quais eram impressos cuidadosamente todos os tipos de covinhas, almofadas e corcéis característicos da celulite. O pintor se referia ao problema de maneira condescendente, já que a presença de uma “casca de laranja” nas áreas problemáticas para esses tempos não era considerada vergonhosa.

Por volta da metade da segunda metade do século XX, novos ideais de beleza feminina foram formados. Senhoras com uma figura esbelta e tonificada eram consideradas atraentes. Evidentemente, o aparecimento de áreas em relevo na coxa e na pele começou a ser considerado um defeito físico.

Nos anos 60, a modelo britânica Twiggy, que foi uma das primeiras a usar minissaias, tornou-se um verdadeiro ídolo das meninas. A beleza tinha uma figura esbelta e pernas longas e estreitas. A uma altura de 175 centímetros, ela pesava cerca de 45 kg. Não é de surpreender que, com tais parâmetros nos quadris e nádegas do modelo, simplesmente não possa haver celulite. Imitando Twiggy, muitas mulheres em todo o mundo se cansaram de dietas e exercícios. No entanto, a maioria não conseguiu eliminar a característica “casca de laranja” nas áreas problemáticas. Afinal, as causas da ocorrência de irregularidades subcutâneas estavam longe do excesso de peso.

O que é – celulite – o público aprendeu em 1976, quando a amante de um salão de beleza dos EUA, chamada Nicole Ronsard, escreveu um artigo notável. Em seu material analítico, a mulher procurou revelar a essência do problema. A partir desse momento surgiu o conceito de doença “especial”, característica da bela metade da humanidade. Isso levou ao surgimento de muitos procedimentos para combater a “casca de laranja” nas coxas e nádegas. Logo a glória de um dos problemas mais prementes das mulheres estava enraizada no fenômeno. Foi então que o processo de formação da camada subcutânea texturizada começou a ser chamado de celulite.

Leia mais em: https://www.macnews.com.br/revital-funciona/


Leave a Reply